Formação online: onde, como e porquê


A formação online veio para ficar. A pandemia reforçou a sua importância, surgindo, por vezes, como única alternativa viável. Mas havia já quem fizesse uso desta ferramenta para atualizar as suas competências: porque o saber não ocupa lugar ou pela existência de um novo desafio, as razões são várias e dependem do contexto de cada um. Neste artigo, vai encontrar algumas plataformas para realizar diversos cursos online. Alguns, gratuitos.

O saber, dizem, não ocupa lugar. Por outras palavras, cabe sempre mais um bocadinho de conhecimento e formação em áreas que não dominamos tanto. Pode ser dono de uma loja de jardinagem e ser um excelente profissional nessa área, mas existe uma componente de gestão que não pode ser descurada. Também é possível que seja um excelente designer, mas, se trabalhar por conta própria, convém ter uma faceta comercial para conseguir vender o seu produto.

É neste contexto atual onde diferentes áreas se cruzam de forma saudável que a necessidade de formação — com destaque para a formação online — ganhou uma importância que antes não tinha. A pandemia ajudou, claro, mas este era já um caminho trilhado por muitos. Dos empreendedores aos recém-licenciados em busca de um complemento formativo ou de uma certificação, passando ainda por aqueles que, após uma viragem de 180º nas suas vidas profissionais, precisam agora de um novo capital intelectual.

Escolha bem, aconselhe-se melhor

A esta necessidade premente, impulsionada pelo ar do tempo, várias empresas — na maior parte dos casos, nascidas já em ambiente web — posicionaram-se como alternativas viáveis para dar resposta ao que o mercado solicitava, sendo a formação online o caminho mais curto e certeiro para quem procurava conhecimento sem o inconveniente que uma deslocação traz.

A oferta aumentou mas, na maioria dos casos, a qualidade não acompanhou esse crescimento no número de formações online. É, por isso, vital escolher bem que cursos se adequam às suas necessidades

Se há quem aprecie sessões de quatro ou cinco horas consecutivas, outros há que gostam de doses mais curtas. Pode preferir fazer uma formação online cuja duração total seja de apenas uma ou duas semanas ou até menos. Mas há quem tenha uma predileção por maratonas formativas.

Existem cursos para todos os gostos e informar-se sobre quais as características de cada um deles é um passo que deve ser dado antes de formalizar a sua inscrição. Mesmo que seja numa área que tenha especial carinho.

Outro dos truques usados para despistar este tipo de enganos passa por ler opiniões online de outros formandos que frequentaram o curso. Também pode ter amigos ou familiares que já passaram por aquela experiência ou conhecem alguém que a tenha vivido. Não tenha medo: faça perguntas.

Gigantes tecnológicas, gigantes na oferta

Sim, adivinhou: falamos da Google, Facebook e LinkedIn. Estas três empresas cedo ocuparam um lugar de destaque no que diz respeito à formação online gratuita, com o bónus de, na maior parte das vezes, disponibilizarem certificações a quem frequenta as suas sessões.

São, por isso — e pelo seu fácil e rápido acesso — plataformas que garantem soluções eficientes para os que, por exemplo, dão os primeiros passos como empreendedores. Os planos curriculares são, claro, bastante vastos.

Para quem está a começar no universo digital, o Grow with Google é uma excelente porta de entrada, já que existem cursos gratuitos e formação presencial, sendo a oferta variada: crescimento pessoal ou de negócio, opções para quem pretende formar uma startup, criar conteúdo para o YouTube, entre outros.

O Facebook Blueprint, tal como a Google, oferece algumas formações online gratuitas. Essencialmente focadas em social media, o que acaba por ser bastante útil em qualquer área de negócio que esteja a pensar trabalhar: atualmente, a maioria das pessoas procura informações sobre empresas através de páginas de Instagram ou Facebook. Gostando do que encontram, dão, então, uma oportunidade ao site, visitando-o. Esta é, na maior parte das vezes, a jornada do consumidor e mostra a importância de dominar ou ter noções básicas nas redes sociais quando se está a lançar num negócio.

O capítulo das gigantes tecnológicas encerra com o LinkedIn — a rede social profissional. E, fazendo jus à sua reputação, dispõe de uma plataforma com formações online. Chama-se LinkedIn Learning e, pelo menos durante o primeiro mês, terá acesso aos mais diversos conteúdos: marketing digital, copywriting, gestão, email marketing, redes sociais, discursos em público, criação de apresentações e muitos outros. A lista é infindável e, com toda a certeza, está aqui o curso que pretende para adquirir mais know-how. Em suma: pesquise, informe-se, mergulhe.

Outros gigantes da formação online

Das gigantes tecnológicas, viajamos até às gigantes na área da formação online. O pontapé de saída é dado com a Udemy, plataforma com milhares de cursos — sim, leu bem: milhares — em que a oferta pode passar por melhorar as suas competências no Excel até ao nível de programação mais complexa ou gestão. A Udemy garante, ainda, vídeos de curta ou longa duração que são, também eles, módulos formativos. Todos certificados.

Com um foco mais virado para o digital, a Udacity é uma companhia que garante uma cobertura de 360º nesta área, apresentando opções menos óbvias como inteligência artificial, cibersegurança, machine learning ou robótica. Um raio-x ao site permite identificar, até pelos testemunhos de antigos formandos, a exigência e fiabilidade da instituição. É de salientar que a Udacity disponibiliza formações online dirigidas a particulares, empresas e instituições estatais.

Na edX, a lista também é longa e apresenta uma componente linguística relevante: é possível aprender chinês, inglês, italiano, japonês, espanhol ou mandarim. Engenharia, computação ou data science fazem parte do cardápio. Outro ponto forte é a sua colaboração com algumas das maiores instituições de ensino a nível mundial como o MIT, Harvard, Berkeley, Cambridge ou Sorbonne. Casas que atestam a sua credibilidade.

Formação em português

Os cursos em português são, por vezes, a primeira opção para quem não se sinta confortável com outros idiomas. As opções, aqui, também são variadas.

A EDIT — Disruptive Digital Education é especializada em áreas como o ux design, digital design, data science, marketing digital e business. Setores que, cada vez mais, procuram profissionais especializados. Esta escola tem a opção de remote learning e em várias categorias: cursos pequenos, de média ou longa duração.

Com alguns dos mesmos temas como pano de fundo, a FLAG apresenta diversas opções para formação online: cursos, academias e masterclasses. Destaque para áreas como o design thinking, programação web e mobile, design gráfico, fotografia, vídeo e motion.

Já na Lisbon Digital School, o ambiente digital é novamente rei, mas existem opções formativas distintas: produção de podcasts, CRM como modelo de gestão, paid media, SEM: SEO & SEA e big social data. Novamente, poderá optar por cursos de maior ou menor longevidade.

Se o que pretende é algo virado para a escrita, a Escrever Escrever é o local ideal para desenvolver as suas competências. Com a opção de e-learning em aberto, poderá encontrar módulos de guionismo, copywriting, jornalismo, escrita para teatro, literatura, música ou até revisão de textos. Se a palavra é algo que o apaixona, chegou ao sítio certo.

Importa referir que todas estas instituições garantem certificação aos seus formandos, algo que demonstra a mais-valia das formações online ali ministradas.

Por último, mas não menos importante, se executa tarefas de faturação ou pretende conhecer melhor esta área, para o caso de estar a iniciar o seu negócio próprio, por exemplo, tem disponível o Curso Gratuito de Faturação para Empreendedores do InvoiceXpress, uma formação online gratuita na qual pode aprender tudo o que sempre quis saber sobre faturação mas nunca teve coragem de perguntar.


Agora que tem um rol enorme de opções para formações online — algumas, inclusive, gratuitas — mãos à obra: comece já à procura da melhor alternativa para acrescentar saber às suas competências profissionais.


Ângelo Delgado

Copywriter, escritor e antigo jornalista, pretende ainda escrever guiões para cinema, pois já os escreve para publicidade. Tudo o que esteja ligado à palavra, tem a atenção do Ângelo.

blog comments powered by Disqus



Fale connosco!

Somos uma equipa dedicada a responder a todas as suas questões de forma rápida e eficaz.

Acreditamos que o suporte é a nossa melhor funcionalidade.

Ponha-nos à prova!