Como criar uma landing page que converte


As landing pages são importantes ferramentas de marketing, que servem para angariar leads e conquistar clientes. Descubra, neste artigo, como criar uma página eficaz.

Diferente das páginas de um site, as landing pages servem para promover produtos específicos, distribuir materiais com conteúdos relevantes, divulgar novas ações promocionais da marca e amplificar a geração de leads.

A qualidade das landing pages determina o sucesso ou o fracasso das campanhas, repelindo os leads ou tornando-os clientes permanentes. Aliás, todos os esforços de uma landing page são voltados para que o utilizador realize uma ação. Descubra como aumentar as taxas de conversão das suas páginas de aterragem.

O que é uma landing page?

Landing page (ou página de aterragem) é uma página da internet autónoma e dedicada, criada com o objetivo de apresentar uma oferta aos utilizadores, que os conduza à conversão. Apesar de as páginas estarem vinculadas a uma empresa, não são páginas do site, podendo, até, apresentar um layout completamente diferente do corporativo.

As landing pages podem ser usadas em diferentes estados do funil para operacionalizar as vendas. Servem para divulgar lançamentos, apresentar ofertas exclusivas ou desenvolver campanhas, mas o objetivo final é sempre o mesmo, converter os leads em clientes.

Benefícios em ter uma landing page (ou várias)

Uma estratégia que assenta no uso estratégico de landing pages é ótima para vendas online. Alguns dos benefícios são:

  • Lead scoring: mais do que a geração de leads, as landing pages facilitam a classificação dos contactos de acordo com o seu interesse. Através do lead scoring é possível otimizar os processos de marketing e de vendas e identificar as oportunidades de negócio.

  • Facilita a segmentação dos leads: além de poder determinar se são cold, warm ou hot leads, consegue saber qual a área de interesse. Dessa forma, é possível estruturar campanhas de email marketing assertivas e diretas às dores dos indivíduos.

  • Diminui o custo de aquisição de clientes: são uma opção barata para gerar oportunidades de negócio, em que é o próprio cliente que vem à sua procura. 

  • Permite alcançar um bom posicionamento nos motores de pesquisa: cada página é desenhada especificamente para um produto ou serviço e trabalhada com base na palavra-chave principal, o que facilita a otimização nos resultados da rede de pesquisa. 

  • Canaliza mais tráfego para o seu site: as landing pages dão mais visibilidade às marcas, levando à procura de mais informação no site corporativo. 

  • Aumenta a autoridade e reconhecimento da marca: pela sua especificidade e resposta direta à dor do utilizador, as landing pages posicionam a marca como uma autoridade na área e facilitam as associações mentais desta aos produtos.

Como criar uma landing page que converta

Criar uma landing page não é nenhum bicho de sete cabeças. Hoje em dia, existem diversas ferramentas para a criação de páginas de aterragem profissionais. E, se mesmo assim, pretender pedir a um profissional que a desenvolva, este guia serve como ponto de partida para desenvolvê-la.

Proposta única

Tenha a proposta logo no início da página (“above the fold”). O que torna a sua oferta tão atraente? Porque deve o utilizador agir? Use conteúdo direto, claro e convidativo, que estabeleça um diálogo com o cliente e entregue os benefícios da oferta de imediato.

Nas “dobras” seguintes, pode acrescentar as informações secundárias que acredite que podem acrescentar valor à landing page.

Botões call-to-action (CTA)

Os botões são dos elementos mais importantes de uma página de aterragem. São a chamada de atenção responsável por incentivar o utilizador a tomar uma decisão, relativamente ao conteúdo que está a ver. Deve informar, claramente, o que é esperado que os utilizadores façam (comprar, deixar o contacto, subscrever um serviço, etc.).

Os CTA devem ser os elementos visualmente mais destacados da página. Isso consegue-se através da cor, tamanho e texto do botão. Todos os elementos colocados na página devem dar suporte ao objetivo do CTA. Evite detalhes que desviem a atenção da ação. E não descure no facto de que o primeiro botão deve surgir logo “above the fold”.

Títulos e subtítulos persuasivos

A primeira coisa que um utilizador vê ao chegar à página é o título, por isso, este deve ser objetivo, direto e informar claramente do que se trata. A pessoa deve sentir que a oferta é boa demais para abandonar a página.

Tanto o título como o subtítulo devem aparecer em pontos estratégicos e conter palavras-chave. Números ímpares são mais atrativos e devem constar do título. O subtítulo deve providenciar mais detalhes sobre os produtos e despertar a curiosidade sobre os benefícios. 

Descrição e informações pertinentes

Todas as landing pages requerem descrições precisas sobre a oferta, de modo a vender bem a ideia, eliminar quaisquer dúvidas e alinhar expectativas. De forma a facilitar o consumo do conteúdo deverá:

  • Usar bullet points;

  • Escrever frases curtas e de fácil leitura;

  • Destacar os termos mais relevantes com negrito;

  • Falar sobre os benefícios em vez das funcionalidades.

Também pode incorporar vídeos de apresentação e explicação, já que é um formato de excelência para entrega de informação.

Secção de provas sociais

As provas sociais trazem fiabilidade à página de aterragem, dado que são testemunhos de pessoas reais, que já experimentaram o seu produto e atestam a qualidade da experiência. 

Se possível, tente legitimar os seus depoimentos ao incluir foto, nome, empresa ou a função da pessoa que deixou o depoimento, pois isso dá-lhes mais credibilidade.

Limite as opções e direcione a atenção do utilizador

Quanto mais opções de escolha der a uma pessoa, mais difícil se torna a tomada de decisão. Por isso, limite o número de possibilidades disponíveis para o utilizador. Por cada landing page, determine um tema e um objetivo específico e concentre-se na conversão. 

Além disso, através de elementos gráficos, como setas ou fotografias de pessoas a olhar para o formulário, é possível direcionar a atenção do utilizador para o objetivo final.

Crie uma área de perguntas e respostas

Além de ser a melhor forma de responder às dúvidas dos clientes e eliminar possíveis objeções, é uma excelente forma de otimização da página (SEO).

A procura de esclarecimentos sobre um tema é uma excelente fonte de tráfego e, mesmo que não represente vendas imediatas, aumenta o brand awareness da marca. 

Use conteúdos visuais de qualidade

Se uma imagem vale mais que mil palavras, uma imagem que reflita, na perfeição, a sua oferta, vale bem mais. Evite imagens generalistas ou demasiado usadas (um problema comum de quem usa fotos de bancos de imagens gratuitos). As fotos devem ser representativas da dor e/ou da solução, para que haja uma aproximação da persona ao produto ou serviço.

Os infográficos e os vídeos também são uma boa forma de consumir conteúdos, que ajudam a aumentar o tempo de permanência na página. Vídeos explicativos e rostos despertam mais empatia e conexão do público. Preze pela excelência dos conteúdos, mas ciente de que vídeos mais caseiros também vendem.

Formulário

Por ser um elemento-chave para a conversão, deve ser bem ponderado e estruturado. Quanto mais informações requisitar, menor a taxa de conversão. Em contrapartida, mais próximo de efetivar a compra está o lead (hot lead), pois dedicou tempo a preencher todos os campos.

Layout da página

A eficácia de uma landing page está diretamente relacionada com o design. Cores, imagens, vídeos, fontes e tamanho de letra, divisão do texto em blocos e até os espaços vazios são fatores essenciais para a conversão. Outro aspeto muito importante a ter em conta é a responsividade da página.

Como em qualquer estratégia digital, é fundamental que faça testes A/B de modo a verificar se a landing page está no bom caminho ou se é necessário alterar os conteúdos e disposição gráfica. Para determinar o sucesso de cada versão de página, os indicadores-chave mais importantes a medir são a taxa de conversão, taxa de cliques, custo por lead e taxa de rejeição.

Gatilhos mentais

Os gatilhos mentais são uma poderosa arma de vendas e de persuasão, pois induzem as pessoas a agirem por impulso, quando estão diante de algo que lhes desperta interesse.

Utilize o gatilho da urgência (relógio em contagem regressiva com o tempo que falta para a oferta expirar). Ao fazê-lo, impele o lead a agir rapidamente, para que não perca a oportunidade. Esta é uma técnica baseada na renitência universal humana de ver algo a ser-lhe retirado, que ajuda a ultrapassar uma das objeções à conversão, a procrastinação.

Página de agradecimento

A página de agradecimento ou confirmação após a ação, como preencher o formulário, visa enriquecer a experiência do cliente, disponibilizar o link para download da oferta ou confirmar que irá receber um email de acesso ao produto. Todavia, o real objetivo é levar o utilizador a navegar no seu website.

Lead magnets

Os lead magnets são conteúdos que atraem as pessoas e as levam a partilhar os seus dados pessoais em troca disso. A partir deste momento passa a ter um canal de comunicação aberto para começar a nutri-los. 

Alguns exemplos de lead magnets que pode disponibilizar:

  • e-book;

  • checklist;

  • acesso a uma aula exemplo;

  • descontos em produtos; 

  • inscrição num webinar.

Link building

Utilizar estas dicas e criar uma boa landing page por si só não é suficiente, se não tiver links a apontar para essa página. Esses links devem reforçar as palavras-chave da página de aterragem.

Um bom ponto de partida é o seu website. Procure as páginas que estejam relacionadas e adicione os links ao conteúdo. A melhor maneira de vincular as páginas é através de texto âncora que contenham as palavras-chave, algo como “programa de faturação intuitivo”, em vez de “se procura um programa de faturação fácil de usar, clique aqui”.

Posteriormente, use as redes sociais, blogs, fóruns, diretórios online e artigos de plataformas noticiosas para criar link building.


Resumindo, as melhores landing pages para conversão são as que têm características estratégicas em comum e uma boa classificação nos motores de pesquisa. Com esses elementos, consegue melhorar o seu brand awareness, atrair, qualificar e converter leads em clientes.

Após delinear uma proposta de valor única e exclusiva, título e subtítulo persuasivos, CTA chamativos, conteúdos de qualidade, benefícios claros e um senso de urgência que elimina qualquer objeção, fica só a faltar subscrever umsoftware de faturação intuitivo para acompanhar o aumento das suas vendas.

O InvoiceXpress é destinado a empresas de serviços, freelancers, profissionais independentes e lojas online e integrar a faturação do seu negócio, com o InvoiceXpress, é extremamente simples graças à sua API e aos plugins disponíveis.


Magda Santos

Entusiasta do Marketing Digital e apaixonada pela escrita, por livros e viagens. A Magda espera um dia dar a volta ao mundo com a sua filha.

blog comments powered by Disqus



Fale connosco!

Somos uma equipa dedicada a responder a todas as suas questões de forma rápida e eficaz.

Acreditamos que o suporte é a nossa melhor funcionalidade.

Ponha-nos à prova!